«

»

Jul 29

Realidade aumentada é utilizada para criar parede de escalada tecnológica

Se você sempre teve vontade de treinar escaladas, mas nunca se sentiu estimulado o suficiente para encarar uma parede desenvolvida para o esporte, talvez o projeto de pesquisadores finlandeses da Universidade Aalto possa mudar um pouco a sua opinião.

Com o intuito de deixar o treinamento em paredes de escalada muito mais dinâmico e desafiador, o professor Perttu Hämäläinen e sua colega Raine Kajastila criaram um sistema capaz de propor diferentes tipos de exercícios para todos os praticantes do esporte. A máquina foi construída com um projetor, um computador e um sensor utilizado nos consoles Xbox 360 (Kinect).

Através do projetor e dispositivo que reconhece o movimento da pessoa que estiver escalando, é possível guiar o escalador em determinadas rotas manualmente ou estabelecer um caminho fixo que terá de ser feito exatamente conforme as ordens aleatórias do computador.

Treinamento aprimorado

Desta forma, os esportistas trabalharão melhor a coordenação motora e encontrarão novas possibilidades de movimentos com mais agilidade. Outro recurso que pode ser extremamente útil é o esquema de replay que o programa apresenta, permitindo aos escaladores avaliar o seu próprio desempenho para corrigir os erros cometidos.

Para os mais experientes, a dupla de pesquisadores criou um modo mais próximo de um jogo com serras elétricas que devem ser evitadas pelo desafiante, que por sua vez precisa se movimentar constantemente para ficar em um local seguro.

Este mecanismo faz parte de um projeto que visa a criação de treinamentos esportivos através da realidade aumentada. Kajastila afirma que está trabalhando em um protótipo que será instalado em uma academia em breve.

Fonte: Tecmundo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>